Direcionado para estudantes universitários, pesquisadores e todo público interessado em conhecimento para desenvolver melhor os seus trabalhos acadêmicos, este curso busca potencializar todo material para produção de conteúdo científico buscando equilibrar e orientar sobre o que existe de mais atual á área de artigos e trabalhos para revistas, apresentações e pesquisas.  

Preço: 0
Quantidade de vagas: 200
Apresentar no banner da tela principal?: Não
Tempo de curso (em horas): 40
O que você irá aprender:
Os debates sobre a ciência e o conhecimento científico não poderiam ter mais
visibilidade nesse momento no Brasil e no mundo. Logo, aproximar diferentes
públicos do campo da ciência, do planejamento, da escrituração e publicação de
textos científicos é contribuir para uma efetiva divulgação científica em dois
prismas: aproximar um público que já teve um contato com a ciência, como é o
caso de graduados, licenciados e tecnólogos; e instrumentalizar pesquisadores
em exercício em técnicas e métodos de pesquisa aqui delineados.

O curso de Metodologia Científica é um curso que conta com uma linguagem
acessível a diferentes públicos, desde graduandos a pesquisadores com
experiência. Esse é em si um diferencial dos demais cursos do tema. A linguagem
rebuscada sobre a ciência, a pesquisa e o exercício do trabalho científico é,
muitas vezes, um entrave à compreensão do por que “fazemos o que fazemos”.
Logo, acredita-se que essa abordagem, que tem uma linguagem mais clara, com
períodos curtos e parágrafos diretos, observando a metodologia de leitura
dinâmica; é um diferencial na proposta desenvolvida.

Por apresentar uma abordagem dialógica, o curso é um convite para se
aprofundar mais sobre a ciência no contexto mundial, brasileiro e também
provocar o cursista ao desenvolvimento de suas próprias pesquisas, talvez até
sendo vinculado a instituições, universidades e programas de pós-graduação
desenvolvendo e aprofundando seus conhecimentos.

As abordagens teórico-práticas têm como referência trabalhos
internacionais recentes que veem a ciência como um campo em expansão, por isso, com linguagem mais objetiva e próxima. As principais referências são os
trabalhos de Bridget Someck e Cathy Lewin(2015) e de Zina O’Leary(2019).

Esse curso é desenvolvido por uma pesquisadora em atividade, ou seja, o
que há de mais novo nos campos da pesquisa e do registro da pesquisa, serão
organicamente inseridos aos conteúdos de trabalho para promover uma
experiência fluida, leve e, ao mesmo tempo, comprometida com a ciência, seus
princípios e o desenvolvimento de projetos de pesquisa. A parceria estabelecida
para a escrita e revisão foi com a professora mestra Maria Carolina Neves Lopes,
professora substituta do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira-
UERJ e revisora de textos acadêmicos.

Nesse sentido, para a Rede Apae, esse curso tem características de
inovação e produção de conhecimento na área da Metodologia Científica. O que
de mais recente está sendo produzido, foi organizado a partir de uma metodologia estruturada, para que a experiência de aprendizagem da comunidade Apae tenha, de fato, impacto e sirva à intenção-mestra: servir de suporte para a produção de pesquisas científicas, artigos científicos, projetos acadêmicos, projetos e relatórios de pesquisa e gêneros afins.
Conteúdo do curso:
O curso de Metodologia científica está organizado em textos orientadores
de cada módulo e videoaulas específicas de cada temática abordada no material.
O curso está estruturado em 5 módulos de trabalho, que, em conjunto,
contam uma história para seus interlocutores: o que é ciência, o que é pesquisa e
quais caminhos que podem nortear o desenvolvimento de nossas próprias
pesquisas e como tornar públicos esses conhecimentos.
Os módulos de abordagem desse curso estão organizados numa forma
linear, e é assim que orientamos que sejam estudados. Contudo, para
pesquisadores com mais experiência, o intercalar de informações e o estudo do
material de forma pontual e não hierarquizada pode ter grande potencial também.
O módulo 1 intenciona apresentar o panorama da pesquisa e sua relação
com o conhecimento científico. Delineando o que é pesquisa, para que ela serve,
o que é o pensamento científico e qual a natureza e a organização do trabalho
científico, busca-se contribuir para a formação de estudantes e pesquisadores
brasileiros na construção de uma visão geral do campo científico e como é
possível se organizar para ingressar nesse campo em diferentes aspectos:
estudando, lendo, escrevendo e produzindo ciência de qualidade e comprometido com a sociedade brasileira.
No módulo 2 apresentaremos estratégias de organização acadêmica
voltadas para o foco e o planejamento de projetos de escrita e estudos na
graduação e pós-graduação. Analisaremos técnicas como mapas mentais e uso
de listas de tarefas como apoiadores de um sistema de hábitos acadêmicos. Você também conhecerá algumas estratégias de organização do espaço de trabalho e
de suas caixas de entrada físicas e virtuais, estudará mais sobre planejamento de
estudos e escrita como etapas importantes na produção científica e terá
instrumentos para organizar sua rotina de estudos, leitura, escrita, coleta e análise de dados. Estudaremos ainda métodos e ferramentas para a organização do trabalho acadêmico em diferentes níveis e seguidos por etapas bem delineadas. Nesse módulo o foco é organização de suas metas.

No módulo 3, nos aprofundaremos na importância do planejamento para
uma execução adequada do projeto de pesquisa. A fase de planejamento é
marcada pelas dúvidas, mas quando bem constituída, traz resultados de clareza e
execução mais fluida. Quando a escrita do projeto, ou a análise dos dados se
encontra emperrada, a sugestão é recorrer a essa seção para compreender seus
processos iniciais, de escolhas de caminhos e do porquê da sua motivação de
pesquisa. Ao final do módulo, estudaremos sobre as normatizações do texto
acadêmico. Estas são fundamentais para você antes mesmo de escrever seu
projeto. O conhecimento sobre os padrões antecipadamente facilitará muito sua
forma de escrita e de apresentação.

No módulo 4, a temática desenvolvida é a elaboração do projeto de
pesquisa. Abordaremos como se dá o encaminhamento da construção do seu
texto a partir de uma fundamentação teórica. Analisaremos as seções de um
projeto de pesquisa (elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais) e como
desenvolvê-las conforme a formatação exigida no texto científico. Além disso,
poderão desfrutar de algumas dicas para estruturar as etapas de reflexão e
escrita.

No módulo 5, o último módulo do curso de Metodologia Científica, trata da
comunicação como princípio básico para o trabalho científico. Se, até agora,
foram definidas metas de organização e ponto de partida, do quê seria ciência e
as faces do trabalho científico, e foram ofertados conceitos, instrumentos e
reflexões sobre a elaboração do seu projeto de trabalho, nessa última seção
estudaremos sobre como colocar toda essa informação que ganhou corpo como
artigo ou projeto, no mundo. O processo de comunicação na ciência atende por
diferentes nomes. No Brasil, divulgação científica, fora daqui, popularização da
ciência. Mas o ponto de contato é que a comunicação se faz cada vez mais
necessária e urgente para que a sociedade possa se apropriar do discurso, das
benesses e aplicação da ciência no dia a dia.

Realização da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes) com o apoio da Universidade de Brasília (UNB)

Data: de 23 a 27/11/2020

TEMA: Impedimentos de Natureza Intelectual, Concepções, Desafios e Inovações

·      Duração: 5 dias (turno vespertino) totalizando 20 h.

·      Transmissão 100% on line

.      Valor da inscrição:  R$ 10,00 


Preço: 10
Quantidade de vagas: 3000
Apresentar no banner da tela principal?: Não
Tempo de curso (em horas): 20
Conteúdo do curso:

Programação

Abertura: 13h30min

José Turozi (Presidente Apae Brasil)

Dia: 23/11 das 14h às 15h

Palestra 1:   Modelo Funcional e Multidimensional de Deficiência Intelectual da AAIDD (Associação Americana de Deficiência Intelectual e do Desenvolvimento)

PhD.  James R. Thompson  (AAIDD)

Dra. Maria Amélia Almeida (UFSCAR)

Intervalo das 15h às 15h15min

De 15h15min às 17h15min

1º Painel: Sistemas de apoio segundo a AAIDD;

Drª Iasmin Z. Boueri (UFPR)

2º Painel: Escala de Intensidade da Necessidade de Apoio para Crianças e Adolescentes com Deficiência Intelectual – SIS-C.

Drª Sabrina Fernandes de Castro (UFMS)


Dia: 24/11 das 14h às 15h

Palestra 2:  Diálogo em Família

Família Pasquetti:

Justino Pasquetti 

Marilde Maria Pasquetti 

Maciel Pasquetti 

Júlio Henrique Pasquetti

Intervalo das 15h às 15h15min

De 15h15min às 18h15min

1º Painel: Diferentes olhares sobre a deficiência intelectual: Abordagem psicanalítica;

Dra. Sandra Francesca Conte de Almeida (UnB)

2º Painel: Diferentes olhares sobre a deficiência intelectual: Abordagem histórico-cultural;

Dra. Maristela Rossato (UnB)

3º Painel: Diferentes olhares sobre a deficiência intelectual: Abordagem neurocientífica.

Esp. Viviani Pereira Amanajás Guimarães


Dia: 25/11 das 10h às 12h

Mesa redonda: COVID-19 e pessoas com deficiência: problemáticas teóricas e desafios contemporâneos
Dr. Everton Luís Pereira (UnB)
Me. Cecília Muraro Alecrim (Instituto Apae Brasil)
Me. Diego Ferreira Lima Silva (UnB)

Dia: 25/11 das 14h às 15h

Palestra 3: Avaliação biopsicossocial da deficiência intelectual.

Dr. Heleno Rodrigues Corrêa Filho (UnB)

Intervalo das 15h às 15h15min

De 15h15min às 17h15min

1º Painel: Validação do Índice brasileiro de Funcionalidade Modificado;

Me. Indyara de Araujo Morais (UnB)
Me. Darcisio Hortelan Antônio (UNIP)

2º Painel: 
Implementação do Índice brasileiro de Funcionalidade Modificado como modelo de avaliação da deficiência.
Juliana Rodrigues Sigolo (Feapaes-SP)


Dia: 26/11 das 14h às 15h

Palestra 4: Defesa de direitos das pessoas em situação de deficiência com impedimentos de natureza intelectual frente aos atuais paradigmas de direitos humanos.

Dr. Jorge Amaro de Souza Borges (UFRGS)

Intervalo das 15h às 15h15min

De 15h15min às 17h15min

1º Painel: Formação Conceitual da Defesa de Direitos no Brasil;

Me. Erivaldo Fernandes Neto (Instituto Apae Brasil)

2º Painel: Sistema de Garantias dos Direitos das Pessoas com Deficiência – A importância dos marcos jurídicos na efetivação dos direitos.

Moisés Bauer Luiz (CRPD)


Dia: 27/11 das 14h às 15h

Palestra 5: O modelo social da deficiência: autogestão e da autodefensoria das pessoas com deficiência intelectual

Dra. Annie Redig (UERJ)

Intervalo das 15h às 15h15min

De 15h15min às 17h15min

1º Painel: Mobilização social na perspectiva dos direitos humanos das pessoas com deficiência intelectual

Dr. Wederson Rufino dos Santos (INSS)

2º Painel: As organizações sociais como rede de apoio à autonomia da pessoa com deficiência intelectual

Marcia Carvalho Rocha (Feapaes- BA)

17h30min às 18h30min

A voz dos protagonistas

Romeu Ferreira dos Santos Neto (Apae Belém)

Gilsinei Cesar da Rosa (Apae de Portão/RS)

Ana Carolina Prata ( Apae de Salvador/BA)

John Lenon Batista da Silva Rosa (Apae Ivinhema/MS)

Sirlene dos Santos Silva (Apae de Serra/ES)


O curso se direciona aos profissionais da área da educação que desenvolvem trabalhos voltados a escola inclusiva, que tem dentro de suas atribuições promover a inclusão escolar por meio de um serviço que traz suporte para as pessoas com deficiência aprimorarem seus conhecimentos através de um conteúdo com perspectivas de crescimento iguais para todos os alunos. 

Preço: 30
Quantidade de vagas: 100
Apresentar no banner da tela principal?: Não
Tempo de curso (em horas): 40
O que você irá aprender:
MÓDULO 1 - CONCEITO DE AUTISMO
. Autismo e educação inclusiva;
. Dicas de leitura;
. Poema "um sonho".

MÓDULO 2 - APRENDIZAGEM DE ESTUDANTES COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO (TEA)
. A construção do pensamento da criança com deficiência
intelectual e seus estágios;
. O estágio sensório - motor;
. Comparando as abordagens construtivistas e não - construtivistas.

MÓDULO 3 - EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO
. Como podem se articular os professores no cotidiano escolar.

MÓDULO 4 - A TECNOLOGIA DA INFORMÁTICA COMO FERRAMENTA DE ACESSIBILIDADE AO CURRÍCULO

MÓDULO 5 - A ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM AUTISMO: ESTUDO DE CASO
Conteúdo do curso:

MÓDULO 1 - CONCEITO DE AUTISMO

MÓDULO 2 - APRENDIZAGEM DE ESTUDANTES COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO (TEA)

MÓDULO 3 - EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO 

MÓDULO 4 - A TECNOLOGIA DA INFORMÁTICA COMO FERRAMENTA DE ACESSIBILIDADE AO CURRÍCULO

MÓDULO 5 - A ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM AUTISMO: ESTUDO DE CASO

O curso Introdução aos estudos da Estimulação Precoce é um programa destinado aos colaboradores da rede APAE e todos os profissionais que trabalham com crianças de 0 a 3 anos com o objetivo de incentivar a implantação e implementação de um programa visando melhorar o desenvolvimento do público infantil.

Preço: 30
Quantidade de vagas: 200
Apresentar no banner da tela principal?: Sim
Tempo de curso (em horas): 20
O que você irá aprender:
1) APONTAMENTOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO HUMANO E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL;

2) SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM;

3) DESENVOLVIMENTO MOTOR;

4) DIRETRIZES, ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA: SUGESTÕES AOS PROGRAMAS DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE;

5) SUGESTÃO DE PLANO DE ATENDIMENTO DIÁRIO - ESTIMULAÇÃO PRECOCE;
Conteúdo do curso:
MÓDULO 1 - ESTIMULAÇÃO PRECOCE – UM PROGRAMA PARA CRIANÇAS DE ZERO A TRÊS ANOS

MÓDULO 2 - APONTAMENTOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO HUMANO E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL

MÓDULO 3 - DIRETRIZES, ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA: SUGESTÕES AOS PROGRAMAS DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE

MÓDULO 4 - O USO DA TECNOLOGIA NO ATENDIMENTO DE CRIANÇAS

MÓDULO 5 - A ESTIMULAÇÃO PRECOE NA ESCOLA, OUTROS LOCAIS DE ATENDIMENTO E EM CASA